Lúpus: o que é, sintomas e causas

O lúpus é uma doença que ocorre quando o sistema imunológico do corpo ataca seus próprios tecidos e órgãos (doença autoimune). A inflamação causada pelo lúpus pode afetar muitos sistemas corporais diferentes – incluindo articulações, pele, rins, células sanguíneas, cérebro, coração e pulmões.

A doença pode ser difícil de diagnosticar porque seus sinais e sintomas muitas vezes imitam os de outras doenças. O sinal mais característico do lúpus – uma erupção facial que lembra as asas de uma borboleta se desdobrando em ambas as bochechas – ocorre em muitos casos de lúpus, mas não em todos.

Os sinais e sintomas do lúpus dependem dos sistemas do corpo afetados pela doença e os mais comuns incluem:

 

  • Fadiga
  • Febre
  • Dor, rigidez e inchaço nas articulações
  • Erupção cutânea em forma de borboleta no rosto que cobre as bochechas e a ponte do nariz ou erupções em outras partes do corpo
  • Lesões de pele que aparecem ou pioram com a exposição ao sol
  • Dedos das mãos que ficam brancos ou azuis quando expostos ao frio ou durante períodos estressantes
  • Falta de ar
  • Dor no peito
  • Olhos secos
  • Dores de cabeça, confusão e perda de memória

 

A causa do lúpus na maioria dos casos, é desconhecida, porém alguns gatilhos potenciais incluem:

 

  • Luz solar: A exposição ao sol pode causar lesões cutâneas de lúpus ou desencadear uma resposta interna em pessoas suscetíveis.
  • Infecções: Ter uma infecção pode iniciar o lúpus ou causar uma recaída em algumas pessoas.
  • Medicamentos: O lúpus pode ser desencadeado por certos tipos de medicamentos para pressão arterial, medicamentos anticonvulsivantes e antibióticos. Pessoas com lúpus induzido por medicamentos geralmente melhoram quando param de tomar o remédio. Raramente, os sintomas podem persistir mesmo após a suspensão do medicamento.

 

Caso desenvolva uma erupção na pele inexplicável, febre contínua, dor persistente ou fadiga, é importante consultar um médico.

Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores especialistas do Brasil. Acesse o nosso site ou baixe o nosso app e marque uma consulta hoje mesmo: www.vidaclass.com.br

Dia Mundial de Combate à Asma

O Dia Mundial do Combate à Asma é realizado todo dia 5 de maio para aumentar a conscientização da asma em todo o mundo.

De acordo com a OMS, a asma afeta mais de 339 milhões de pessoas globalmente. No Brasil, estimam-se que três a seis pessoas morrem diariamente em decorrência da doença. 

O tema escolhido na campanha deste ano é “Descobrindo os Equívocos sobre a Asma” e tem por objetivo abordar mitos e conceitos errôneos amplamente difundidos a respeito da doença. Os equívocos mais comuns incluem:

 

  • A asma é uma doença infantil que desaparece na idade adulta;
  • A asma é infecciosa;
  • Quem sofre de asma não deve se exercitar;
  • A asma só é controlável com esteróides em altas doses;

 

Quando a verdade é:

 

  • A asma pode ocorrer em qualquer idade (em crianças, adolescentes, adultos e idosos);
  • A asma não é infecciosa. No entanto, infecções respiratórias virais (como resfriado comum e gripe) podem causar ataques de asma. Em crianças, a asma está frequentemente associada a alergia, mas a asma que começa na idade adulta é menos frequentemente alérgica;
  • Quando a asma está bem controlada, os asmáticos são capazes de se exercitar e até praticar esportes de primeira linha;
  • A asma é mais frequentemente controlável com esteróides inalados em baixas doses

 

Embora a asma não possa ser curada, é possível controlá-la para reduzir e prevenir as crises. Tomar as medicações corretamente e fazer acompanhamentos periódicos são essenciais para garantir que as crises aconteçam em intervalos cada vez maiores. 

Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores especialistas do Brasil. Acesse o nosso site e marque uma consulta hoje mesmo: www.vidaclass.com.br

Dicas de prevenção e combate à hipertensão arterial

A hipertensão é um dos principais fatores de risco para as doenças do coração. Segundo a Socesp (Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo), 36 milhões de adultos brasileiros têm pressão alta. Entre os idosos, a hipertensão atinge 60% e a doença é responsável, direta ou indiretamente, por metade das mortes por doenças cardiovasculares. 

Se você foi diagnosticado com pressão alta, pode estar preocupado em tomar medicamentos para diminuir seus números. Por isso, saiba que o seu estilo de vida desempenha um papel importante no tratamento da hipertensão. 

E foi pensando em te ajudar nessa caminhada que listamos neste post 10 mudanças no estilo de vida que você pode fazer para reduzir e manter sua pressão arterial baixa:

 

1- Reduza o sódio da sua alimentação

2- Faça uma dieta saudável

3- Para fazer o controle, mantenha um diário alimentar 

4- Limite a ingestão de álcool

5- Pare de fumar

6- Evite cafeína

7- Comece uma rotina de exercícios;

8- Reduza o stress

9- Monitore a regularmente a sua pressão arterial

10- Faça consultas médicas periodicamente

 

Lembre-se que a automedicação é extremamente perigosa. Apenas um médico pode te receitar a medicação correta para o seu caso. Procure um cardiologista hoje mesmo e cuide da sua saúde!

Acesse o nosso site: www.vidaclass.com.br.

Meningite: sintomas e causas

A meningite é uma inflamação do fluido e das membranas (meninges) que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Geralmente desencadeia sinais e sintomas como dor de cabeça, febre e torcicolo.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima-se que ocorram no mundo, aproximadamente, 1,2 milhões de casos e 135 mil mortes por meningite a cada ano. A distribuição da meningite é mundial e sua incidência varia conforme a região. A doença está relacionada à existência de aglomerados, aspectos climáticos,

circulação do agente no ambiente e características socioeconômicas.

As causas variam e podem ser viral, infecções bacterianas, parasitárias e fúngicas. Alguns casos de meningite melhoram sem tratamento em algumas semanas. Outros podem ser fatais e requerem tratamento emergencial com antibióticos.

Os primeiros sintomas da meningite podem imitar a gripe (influenza) e podem se desenvolver ao longo de várias horas ou alguns dias.

Os possíveis sinais e sintomas em qualquer pessoas com mais de 2 anos incluem:

 

  • Febre alta repentina
  • Torcicolo
  • Forte dor de cabeça que parece diferente do normal
  • Dor de cabeça com náusea ou vômito
  • Confusão ou dificuldade de concentração
  • Convulsões
  • Sonolência ou dificuldade para acordar
  • Sensibilidade à luz
  • Sem apetite ou sede
  • Erupção cutânea (às vezes, como na meningite meningocócica)

 

Já os recém-nascidos e bebês podem mostrar estes sinais:

 

Febre alta

  • Choro constante
  • Sonolência excessiva ou irritabilidade
  • Dificuldade em acordar do sono
  • Inatividade ou lentidão
  • Não acordando para comer
  • Má alimentação
  • Vômito

 

 

  • Uma protuberância no ponto mole no topo da cabeça de um bebê (fontanela)
  • Rigidez no corpo e pescoço

 

 

Procure atendimento médico imediato se você ou alguém de sua família apresentar sinais ou sintomas de meningite, como:

 

  • Febre
  • Dor de cabeça forte e implacável
  • Confusão
  • Vômito
  • Torcicolo

 

 

Através do nosso site ou app você consegue agendar uma consulta com os melhores especialistas do Brasil. Acesse hoje mesmo: www.vidaclass.com.br.

Exames essenciais no pré natal

Os exames pré-natal ajudam seu médico a descobrir como você e seu bebê estão durante a gravidez. 

Alguns deles são realizados várias vezes ao longo da gravidez e outros verificam se o bebê tem certos problemas de saúde, como defeitos congênitos ou doenças genéticas.

Abaixo, listamos os principais exames a serem feitos durante os 9 meses:

 

Primeiro trimestre:

 

  • Tipagem sanguínea e fator Rh;
  • Coombs indireto (se a mãe for Rh negativo);
  • Glicemia em jejum;
  • Dosagem de TSH e T4 livre;
  • Sorologias infecciosas para  sífilis, rubéola, citomegalovírus (somente para grupo de risco), HIV, toxoplasmose IgM e IgG, hepatite B (HbsAg) e C;
  • Urocultura + urina tipo I;
  • Citopatológico de colo de útero (papanicolau), se for necessário;
  • Exame da secreção vaginal (se houver indicação clínica);
  • Parasitológico de fezes (se houver indicação clínica);
  • Ultrassonografia obstétrica inicial;
  • Ultrassonografia morfológica de primeiro trimestre (avalia o risco de algumas síndromes cromossômicas), entre 11 semanas e 3 dias a 13 semanas e 6 dias.

 

 

Segundo trimestre:

 

  • Teste de tolerância oral à glicose 75 mg, em pacientes com glicemia de jejum normal em avaliação prévia, para diagnóstico de diabetes gestacional (recomendado entre 24 a 28 semanas);

 

 

 

  • Ultrassonografia morfológica do segundo trimestre, feita entre 20 e 24 semanas com o intuito de identificar malformações fetais estruturais, como por exemplo fenda labial e anomalias congênitas cardíacas. Nessa fase da gestação, já é possível determinar o sexo do feto.

 

 

Terceiro trimestre:

 

  • Hemograma;
  • Sorologias para  sífilis, HIV, toxoplasmose (se permanecer negativa) e  hepatites B e C;
  • Pesquisa do estreptococo do grupo B (entre 35 e 37 semanas);
  • Ultrassonografia obstétrica para avaliação do crescimento fetal (entre 34 e 37 semanas).

 

 

  • Converse com seu provedor sobre quais exames pré-natais são adequados para você.

 

Agora que você já sabe quais são os principais exames a serem feitos, entre no nosso site ou baixe o app VidaClass e agende: www.vidaclass.com.br.

Dia Mundial da Atividade Física

A Organização Mundial da Saúde (OMS) nomeou 6 de abril como o Dia Mundial da Atividade Física em 2002, inspirado na Rede Agita Mundo – uma organização não governamental dedicada à promoção da atividade física.

De acordo com o órgão, a inatividade física é um problema de saúde global.  Estatísticas recentes indicam que aproximadamente 31% das pessoas com 15 anos ou mais são insuficientemente ativas globalmente. As mesmas estatísticas também apontam que aproximadamente 3,2 milhões de pessoas morrem no mundo por motivos relacionados à inatividade física. 

Pesquisas também mostram que mulheres são mais fisicamente inativas do que os homens em todo o mundo. Já no Brasil, acredita-se que 46% das pessoas sejam sedentárias, uma condição que está relacionada com quase 14% das mortes no país.

Fazer atividade física regularmente, como por exemplo caminhar, andar de bicicleta, praticar esportes tem benefícios significativos para a saúde de indivíduos de todas as idades. 

Porém, antes de começar a se exercitar, é importante consultar um médico para que, através de exames detalhados, ele consiga indicar o exercício correto para você.

Entre no nosso site e fale com um especialista hoje mesmo, através da nossa plataforma de telemedicina: www.vidaclass.com.br/telemedicina

Dia Mundial do Transtorno Bipolar

Hoje é o Dia Mundial do Transtorno Bipolar e a data foi escolhida por ser o aniversário de Vincent Van Gogh, que foi postumamente diagnosticado com esse transtorno. A visão principal dessa data é conscientizar as pessoas sobre o transtorno bipolar e também eliminar alguns estigmas.

O transtorno bipolar é uma doença mental marcada por mudanças extremas de humor. Os sintomas podem incluir um humor extremamente elevado, chamado mania. Eles também podem incluir episódios de depressão. O transtorno bipolar também é conhecido como doença bipolar ou depressão maníaca.

Pessoas com transtorno bipolar podem ter problemas para gerenciar as tarefas da vida cotidiana na escola ou no trabalho, ou para manter relacionamentos. Não há cura, mas existem muitas opções de tratamento disponíveis que podem ajudar a controlar os sintomas.

Homens e mulheres são diagnosticados com transtorno bipolar igualmente, porém, existem três tipos principais de transtorno bipolar: bipolar I, bipolar II e ciclotimia e o médico será capaz de diagnosticar corretamente.

Vários tratamentos estão disponíveis que podem ajudá-lo a controlar seu transtorno bipolar. Isso inclui medicamentos, aconselhamento e mudanças no estilo de vida. Mas antes de tudo, é muito importante procurar um médico especialista.

Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores psiquiatras e psicoterapeutas do Brasil. Acesse o nosso site hoje mesmo e marque uma consulta sem sair de casa: www.vidaclass.com.br

Tuberculose: sintomas e tratamentos

Hoje é o Dia Mundial da Tuberculose, criado para conscientizar a população sobre as devastadoras consequências da doença e intensificar os esforços para acabar com a epidemia global de tuberculose.

A OMS estima que há aproximadamente 9,6 milhões de casos todos os anos, sendo uma morte a cada 21 segundos. Essa é uma doença infecciosa grave e está entre as 10 causas de morte no mundo: são 10 milhões de casos por ano e mais de 1 milhão de óbitos. No Brasil, em 2019, foram registrados 73.864 mil casos novos da doença.

A tuberculose é uma doença bacteriana infecciosa causada por Mycobacterium tuberculosis, que afeta principalmente os pulmões. É transmitida através do contato com a saliva de pessoas infectadas. A pessoa com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o agente infeccioso, que é aspirado por outra pessoa.

Um dos principais sintomas é a tosse com duração de duas ou mais semanas, acompanhada ou não de febre ao final da tarde, suor noturno e emagrecimento. Os maiores grupos de risco estão entre aqueles que vivem com o vírus HIV/AIDS, diabéticos, pessoas que convivem com doentes infectados, pessoas em situação de rua ou privados de liberdade.

O diagnóstico se dá através do exame de escarro, seu tratamento é gratuito e deve ser feito por um período mínimo de 6 meses – através do uso de antibióticos. Ao identificar esses sintomas o ideal é procurar um médico o mais rápido possível. Além disso, deve ser feito uma pesquisa de infecção entre familiares e pessoas próximas e pode ser necessário que essas pessoas façam um tratamento específico para evitar o desenvolvimento e propagação da doença.

Caso você apresente um ou mais sintomas, não perca tempo! Entre no nosso site e agende uma consulta hoje mesmo com um especialista: www.vidaclass.com.br

O que é ter saúde bucal?

A saúde bucal é um indicador chave da saúde geral, bem-estar e qualidade de vida. Abrange uma gama de doenças e condições que incluem cárie dentária, doença periodontal (gengiva), perda de dente, câncer oral, manifestações orais de infecção por HIV, traumas e defeitos congênitos, como lábio leporino e fenda palatina. 

De acordo com a OMS, há uma estimativa de que as doenças bucais afetam 3,5 bilhões de pessoas em todo o mundo. Os cânceres de lábio e cavidade oral estão entre os 15 tipos de câncer mais comuns em todo o mundo, com quase 180.000 mortes a cada ano, segundo a Agência Internacional de Pesquisa do Câncer.

A saúde bucal afeta todos os aspectos de nossas vidas, pois a nossa boca é uma janela para a saúde do corpo, podendo mostrar sinais de deficiências nutricionais ou infecção geral. As doenças sistêmicas, aquelas que afetam todo o corpo, podem se tornar aparentes pela primeira vez devido a lesões na boca ou outros problemas orais.

É possível praticar uma boa higiene oral escovando os dentes diariamente, utilizando creme dental com flúor, limpando entre os dentes uma vez ao dia com fio dental ou outro limpador interdental, trocando a escova a cada três ou quatro meses e seguindo uma dieta balanceada. 

Não se esqueça de agendar exames dentários regulares para manter seu sorriso sempre saudável. Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores dentistas do país. Basta entrar no nosso site e agendar uma consulta hoje mesmo. Acesse: www.vidaclass.com.br

Saúde da Mulher: Dicas de prevenção

As mulheres são a maioria da população brasileira (50,77%) e, de acordo com o Ministério da Saúde, são as principais usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). As maiores ameaças à saúde das mulheres são frequentemente evitáveis. Por isso, listamos tudo o que você, mulher, precisa saber para viver uma vida mais longa e saudável.

Gerenciamento de condições crônicas:

Se você tem problemas de saúde – como colesterol alto, pressão alta ou diabetes – que aumentam o risco de doença cardíaca e derrame, siga as recomendações de tratamento do seu médico. Além disso, consulte seu médico sobre quando você deve fazer mamografias e outros exames de câncer.

Adote um estilo de vida mais saudável

Embora não seja possível eliminar fatores de risco, como histórico familiar, pode-se controlar outros fatores de risco para doenças cardíacas, derrame cerebral e câncer. Por exemplo:

 

  • Não fume: se você fuma ou usa outros produtos do tabaco, peça ao seu médico para ajudá-lo a parar. Evite a exposição ao fumo passivo;

 

 

  • Faça uma dieta saudável: escolha vegetais, frutas, grãos inteiros, alimentos ricos em fibras e fontes magras de proteína, como peixes. Limite os alimentos ricos em gorduras saturadas e trans e alimentos com adição de açúcar e sódio;

 

 

  • Mantenha-se no peso ideal: perder quilos em excesso – e mantê-los – pode diminuir o risco de doenças cardíacas, bem como de vários tipos de câncer;

 

 

  • Mexa-se: os exercícios podem ajudá-la a controlar seu peso, reduzir o risco de doenças cardíacas e derrames. Também pode diminuir o risco de certos tipos de câncer. Escolha atividades que você goste, de caminhada rápida a dança de salão. Todas as formas de exercício diminui seu risco;

 

 

  • Limite o álcool: se você optar por beber álcool, faça-o apenas com moderação. Para as mulheres, isso significa não mais do que uma bebida por dia. Isso significa 355 mililitros de cerveja ou 148 mililitros de vinho. O risco de vários tipos de câncer – incluindo câncer de mama e de fígado – parece aumentar com a quantidade de álcool que você bebe e com o tempo que você bebe regularmente. Muito álcool também pode aumentar sua pressão arterial e aumentar o risco de ataque cardíaco e derrame;
  • Controle o estresse: se você se sente constantemente nervosa ou sob ataque, seus hábitos de vida podem ser prejudicados – assim como seu sistema imunológico. Tome medidas para reduzir o estresse – ou aprenda a lidar com o estresse de maneira saudável;

    Lembre-se: um estilo de vida saudável também pode desempenhar um papel na prevenção da doença de Alzheimer.

    Não abra mão do que mais importa: a sua saúde.Faça o que puder para levar um estilo de vida saudável, consulte um médico e faça exames regularmente. 

    Aqui na VidaClass nós contamos com os melhores médicos e laboratórios do país, com um preço que cabe no seu bolso. Acesse o nosso site e marque uma consulta hoje mesmo através da nossa plataforma de telemedicina: www.vidaclass.com.br/telemedicina