Dezembro Vermelho: causas e sintomas

A síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS) é uma doença crônica, potencialmente fatal, causada pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). Ao danificar o sistema imunológico, o HIV interfere na capacidade do corpo de combater infecções e doenças.

O HIV é uma infecção sexualmente transmissível (IST). Também pode ser transmitido pelo contato com sangue infectado ou de mãe para filho durante a gravidez, parto ou amamentação. Sem medicação, pode levar anos até que o HIV enfraqueça seu sistema imunológico a ponto de você ter AIDS.

Os sintomas do HIV e AIDS variam, dependendo da fase da infecção. Algumas pessoas infectadas pelo HIV desenvolvem uma doença semelhante à gripe dentro de duas a quatro semanas após o vírus entrar no corpo. Esta doença, conhecida como infecção primária (aguda) pelo HIV, pode durar algumas semanas. Os possíveis sinais e sintomas incluem:

  • Febre
  • Dor de cabeça
  • Dores musculares e nas articulações
  • Irritação na pele
  • Dor de garganta e feridas na boca
  • Gânglios linfáticos inchados, principalmente no pescoço
  • Diarréia
  • Perda de peso
  • Tosse
  • Suor noturno

Esses sintomas podem ser tão leves que você pode nem notá-los. No entanto, a quantidade de vírus em sua corrente sanguínea (carga viral) é bastante alta neste momento. Como resultado, a infecção se espalha mais facilmente durante a infecção primária do que durante o estágio seguinte.

Se você acha que pode ter sido infectado pelo HIV ou corre o risco de contrair o vírus, consulte um médico o mais rápido possível. Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores infectologistas do país, com as melhores condições de pagamento do mercado. Visite nosso site!

Dezembro Vermelho: HIV x Aids

O HIV continua sendo uma das ameaças globais à saúde mais sérias de nosso tempo. Em 2020, cerca de 37,6 milhões de pessoas estavam vivendo com HIV no mundo e cerca de 690 mil pessoas morreram de doenças relacionadas à AIDS.

Freqüentemente, os termos HIV e AIDS são usados alternadamente, levando a confusão sobre suas diferenças. Por isso, hoje falaremos sobre a definição e as diferenças de ambos os termos.

HIV significa “vírus da imunodeficiência humana” e pertence a um grupo de vírus denominado retrovírus. O HIV ataca os glóbulos brancos dentro do sistema imunológico. Essas células permanecem infectadas pelo resto de suas vidas. Se não for tratado, o HIV se transformará em AIDS.

Já AIDS significa “síndrome da imunodeficiência adquirida” e às vezes é referida como ‘estágio avançado de HIV’ ou ‘doença avançada de HIV’. Esse é um termo abrangente para as doenças que ocorrem devido à infecção por HIV não tratada por vários anos, quando o sistema imunológico fica gravemente danificado e incapaz de combater infecções. As doenças e os sintomas variam para cada pessoa com AIDS, mas podem incluir infecções com risco de vida e câncer.

A única maneira de descobrir se você tem HIV é fazendo o teste do vírus. Não há teste para AIDS, pois é um conjunto de infecções e doenças que ocorrem por causa da infecção por HIV não tratada.

Por isso, é muito importante manter os exames sempre em dia. Acesse nosso site e agende uma consulta hoje mesmo com os melhores especialistas do Brasil. 

Dezembro Vermelho: entenda a importância dessa campanha

O mês de dezembro tem uma luta especial:  a luta contra a Aids. Anualmente, ONGs de todo o mundo chamam a atenção para a epidemia do HIV e lutam contra o estigma da doença. E nesse ano de 2021, não poderia ser diferente. Com o lema “Acesso Igualitário e Voz para Todos”, a campanha clama principalmente pelo avanço dos estudos e tratamentos do vírus. 

De acordo com o Ministério da Saúde, há no Brasil cerca de 766 mil pessoas diagnosticadas com o vírus. Dados apontam também que cerca de 135 mil pessoas convivem com o vírus e não sabem.

Desde a sua descoberta em 1984, mais de 35 milhões de pessoas morreram em decorrência da doença, resultados esses que tornam a AIDS uma das pandemias mais destrutivas do mundo. 

Pacientes com HIV que fazem o tratamento adequado têm uma qualidade de vida melhor e o primeiro passo é fazer o teste. Aqui na VidaClass, você tem acesso aos melhores laboratórios e pode fazer os exames indicados ou um hemograma completo com um preço acessível. Visite o nosso site para mais informações.

Câncer de próstata – como prevenir

Embora muitas pessoas possam se perguntar como prevenir o câncer de próstata, não há uma maneira de evitar a doença. Manter-se saudável à medida que envelhece ou tentar reverter os problemas de saúde existentes pode diminuir o risco. No entanto, como todos os cânceres, o câncer de próstata tem certos fatores de risco que não podem ser evitados, pois é principalmente uma “doença do envelhecimento”. 

Conforme envelhecemos, nossas chances de desenvolver câncer de próstata aumentam. Etnia e genética também desempenham um papel significativo. Homens negros, por exemplo, têm o dobro de chances de desenvolver câncer de próstata em relação aos brancos. Além disso, se um ou mais parentes de sangue tiveram câncer de próstata, é mais provável que você também o tenha.

A prevenção da doença pode ser difícil se você tiver esses fatores de risco, mas o rastreamento precoce pode muitas vezes garantir que ele seja diagnosticado e tratado o mais rápido possível.

Porém, mesmo os homens que já estão em maior risco devido à idade, raça ou genética podem reduzir suas chances de desenvolver câncer de próstata, adotando dietas e estilos de vida saudáveis.

Deixe o preconceito de lado e cuide da sua saúde. Acesse o nosso site e agende uma consulta com os melhores especialistas do Brasil.

Câncer de próstata – sintomas e tratamentos

A próstata é uma glândula encontrada apenas em homens e faz parte do fluido que faz parte do sêmen. O câncer de próstata começa quando as células da próstata começam a crescer descontroladamente. 

O câncer de próstata geralmente não causa nenhum sintoma até que o câncer cresça o suficiente para colocar pressão no tubo que transporta a urina da bexiga para fora do pênis (uretra).

Os sintomas do câncer de próstata podem incluir:

  • necessidade de fazer xixi com mais frequência, muitas vezes durante a noite;
  • dificuldade em começar a fazer xixi (hesitação);
  • esforço para fazer xixi;
  • fluxo fraco;
  • sensação de que sua bexiga não esvaziou totalmente;
  • sangue na urina ou sangue no sêmen;

Uma vez diagnosticado, é importante discutir com a equipe médica todas as opções de tratamento, incluindo os objetivos e possíveis efeitos colaterais, para tomar a decisão que melhor se adapta às suas necessidades. 

Algumas coisas importantes a serem consideradas incluem:

  • O estágio e o grau do seu câncer
  • Sua idade e expectativa de vida
  • Quaisquer outras condições graves de saúde que você tenha
  • Seus sentimentos (e a opinião do seu médico) sobre a necessidade de tratar o câncer imediatamente
  • A probabilidade de que o tratamento cure o seu câncer (ou ajude de alguma outra forma)
  • Seus sentimentos sobre os possíveis efeitos colaterais de cada tratamento

Esses sintomas nem sempre podem significar câncer, por isso é importante procurar um especialista para ter um diagnóstico correto. Aqui na VidaClass você tem acesso aos melhores proctologistas e oncologistas do Brasil. Acesse o nosso site e marque a sua consulta e exames hoje mesmo.

Novembro Azul: informações úteis sobre o câncer de próstata

O câncer de próstata é uma doença em que células malignas (câncer) se formam nos tecidos da próstata, uma glândula do sistema reprodutor masculino, que é localizada logo abaixo da bexiga (o órgão que coleta e esvazia a urina) e na frente do reto (a parte inferior do intestino). Tem o tamanho de uma noz e envolve parte da uretra (o tubo que esvazia a urina da bexiga). A próstata também é responsável por produzir fluido que faz parte do sêmen.

No Brasil, esse é o tipo mais comum de câncer entre a população masculina, representando 29% dos diagnósticos da doença no país. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) apontam para 65.840 novos casos de câncer de próstata a cada ano, entre 2020 e 2022.

Alguns tipos de câncer de próstata podem crescer e se espalhar rapidamente, mas a maioria cresce lentamente. Esse tipo de câncer tem uma elevada taxa de cura, principalmente quando é identificado na sua fase mais inicial e está afetando apenas a próstata.

Por isso, deixar o preconceito de lado e manter os exames em dia é essencial para sua saúde. Acesse nosso site ou baixe o nosso app e marque seus exames nos melhores laboratórios do país!

Novembro Azul: entenda a importância dessa campanha

O câncer de próstata é uma doença silenciosa que inicialmente não apresenta sintomas. É por isso que o toque preventivo anual e os exames de sangue são tão importantes, pois avaliam diferentes aspectos da doença, possibilitando um diagnóstico mais preciso quando realizados em conjunto. 

Em nossa cultura, os homens geralmente não têm o hábito de manter cuidados preventivos, o que ocasiona a descoberta tardia da doença. Essa circunstância reforça a importância da prevenção, pois quando diagnosticado em seus estágios iniciais, o tratamento do câncer de próstata é mais eficaz e tem maiores chances de cura. 

Homens com histórico familiar de qualquer tipo de câncer são aconselhados a iniciar exames preventivos aos 45 anos e outros aos 50 anos.

Todos os anos, em 17 de novembro, o Dia Mundial Anti-Câncer é comemorado. A história dessa comemoração começou em 1999, na Austrália, quando um grupo de amigos deixou crescer o bigode durante o mês de novembro com o objetivo de conscientizar para o autocuidado masculino. A campanha se tornou popular com o tempo e agora bigodes falsos e roupas azuis se tornaram marcas de apoio para a iniciativa masculina e feminina.

No Brasil, a campanha ficou conhecida como meia parceria. da Sociedade Brasileira de Urologia com o Side by Side Institute for Life. Em 2017, a Sociedade Brasileira de Urologia divulgou nota oficial apontando o câncer de próstata como a segunda causa de morte por câncer em homens. Paralelamente, o Instituto Nacional do Câncer estimou a sugestão de 61,2 mil novos casos no Brasil entre 2016 e 2017, estando presente em todas as regiões do país. 

Mesmo com os avanços terapêuticos, perdemos cerca de 25% dos pacientes, pois quando diagnosticados, cerca de 20% dos casos já se encontram em estágios avançados da doença. A política de conscientização tem contribuído para o rastreamento do câncer de próstata e para mudar essa realidade.

A sua saúde é o seu bem mais importante. Por isso, não a negligencie. Acesse nosso site e marque uma consulta hoje mesmo com os melhores urologistas do Brasil.

Outubro Rosa: qual é a importância do autoexame?

Ao longo dos anos, tem havido um debate sobre a real importância do autoexame da mama na detecção precoce do câncer de mama e no aumento da probabilidade de sobrevivência.

Um estudo de 2008 com quase 400.000 mulheres na Rússia e na China relatou que o autoexame da mama não tem um impacto significativo nas taxas de sobrevivência ao câncer de mama e pode até causar danos ao solicitar biópsias desnecessárias (remoção e exame de tecido suspeito). 

A incerteza contínua levantada por este e outros estudos, levou a American Cancer Society e o INCA a não recomendarem mais o autoexame da mama como uma ferramenta de rastreamento para mulheres com risco médio de câncer de mama. Porém, recomenda-se que as mulheres tenham uma postura atenta no conhecimento do seu corpo e reconhecimento de alterações suspeitas. 

Embora nenhum teste possa detectar todos os cânceres de mama precocemente, acredita-se que o autoexame segue sendo uma ferramenta de triagem útil e importante, especialmente quando usada em combinação com exames físicos regulares por um médico, mamografia e, em alguns casos, ultrassom e / ou ressonância magnética. 

Sua saúde só depende de você! Não deixe de fazer os seus exames em dia. Acesse o nosso site e agende seus exames hoje mesmo nos melhores laboratórios do Brasil.

Outubro Rosa: câncer de mama – sintomas e tratamentos

Estamos no Outubro Rosa e hoje falaremos um pouco sobre os principais sintomas e tratamentos do câncer de mama.

Primeiramente, é preciso reforçar que diferentes pessoas têm diferentes sintomas de câncer de mama. Inclusive, alguns indivíduos não apresentam quaisquer sinais ou sintomas.

Os principais sinais de alerta de câncer de mama são:

  • Novo caroço na mama ou axila (axila).
  • Espessamento ou inchaço de parte da mama.
  • Irritação ou ondulação da pele da mama.
  • Vermelhidão ou pele escamosa na área do mamilo ou na mama.
  • Puxando o mamilo ou dor na área do mamilo.
  • Corrimento mamilar diferente do leite materno, incluindo sangue.
  • Qualquer alteração no tamanho ou formato da mama.
  • Dor em qualquer área da mama.
  • Lembre-se de que esses sintomas podem ocorrer com outras doenças que não sejam câncer.

Uma vez diagnosticado, o câncer de mama pode ser tratado de várias maneiras. Depende do tipo de câncer de mama e de quão longe ele se espalhou. Pessoas com câncer de mama geralmente recebem mais de um tipo de tratamento, que podem ser:

  • Cirurgia
  • Quimioterapia
  • Terapia hormonal 
  • Terapia biológica
  • Terapia de radiação

Se você tiver quaisquer sinais ou sintomas que o preocupem, consulte o seu médico imediatamente. Aqui na VidaClass nós temos os melhores oncologistas do Brasil, com um preço que cabe no seu bolso. Acesse o nosso site e agende uma consulta hoje mesmo!

Outubro Rosa: conheça tipos de câncer de mama

O câncer de mama é o resultado da multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor com potencial para invadir outros órgãos. Alguns tipos de tumores se desenvolvem rapidamente. Outros, lentamente. Mas, na maioria dos casos, há uma boa resposta ao tratamento, especialmente quando a doença é diagnosticada precocemente. Vale lembrar que o diagnóstico precoce ainda é o maior aliado para que o tratamento seja eficaz. Quando identificado precocemente pode ser tratado logo, evitando que o tumor se espalhe.

O câncer de mama é o tipo mais comum, depois de pele não melanoma, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), respondendo por cerca de 28% dos novos casos a cada ano. No Brasil, em 2017, ocorreram 16.724 mortes causadas pela doença. O INCA estima que, em 2019, apareçam 59,7 mil novos casos. O câncer de mama também afeta homens, mas é raro, representando apenas 1% do total de casos.

Conheça a seguir os principais tipos de câncer de mama e suas características:

Carcinoma ductal in situ (ou não invasivo)

É uma versão não invasiva da doença e tem uma taxa de cura bastante alta, em torno de 98%, pois as células cancerígenas não invadiram a membrana basal subepitelial e a chance de metástases é praticamente nula.

Carcinoma ductal invasivo

Cerca de 70% dos casos de câncer de mama são do tipo carcinoma invasivo, fazendo dele o mais comum dentre os demais. Ele começa em um ducto de leite, invade a sua parede e chega ao tecido adiposo da mama. Por meio da metástase, pode se espalhar para outras partes do corpo pelo sistema linfático e circulação sanguínea.

Carcinoma lobular in situ (ou não invasivo)

Trata-se de uma variação in situ, ou seja, não invasiva, em que não há invasão do tecido mamário adjacente.

Carcinoma lobular invasivo

Ele se origina nas glândulas mamárias produtoras de leite, também chamadas de lóbulos. Aproximadamente 10% dos casos diagnosticados atualmente são desse subtipo.

Doença de Paget

Sua principal característica é o desenvolvimento do tumor com origem no tecido conjuntivo das mamas na região das aréolas e mamilos.

Câncer de mama inflamatório

É considerado um tipo raro de câncer de mama, correspondendo a cerca de 1% dos casos e se caracteriza pelo bloqueio dos nódulos linfáticos, impedindo a drenagem apropriada das mamas.


Lembre-se: faça sempre o autoexame e mantenha a saúde em dia através de consultas e exames. Acesse o nosso site e saiba mais.