Dores no idoso: conheça as principais queixas na terceira idade

A cada ano, o correr dos dias contabiliza a passagem do tempo de cada um, até que a velhice chega tanto para nós, quanto para nossos entes queridos.

É verdade que o passar da idade traz consigo muitas alegrias: vemos os filhos crescerem, progredimos profissionalmente, viajamos, realizamos sonhos, entre tantas outras coisas. Mas também temos que estar preparados para o processo natural do envelhecimento do corpo, que muitas vezes acarreta dores no idoso.

O crescimento da fatia populacional com mais de 60 anos significa que aumentou também o número de pessoas, de ambos os sexos, que convivem com algum tipo de doença ou distúrbio típico da terceira idade.

Independentemente da idade, a dor significa que alguma coisa não está bem. O agravante no caso dos idosos é que a dor tende a ser mais intensa e mais recorrente e nem sempre é devidamente tratada pelos familiares e cuidadores, que deveriam sempre procurar a orientação de um médico geriatra.

Para entender melhor esse processo, confira abaixo quatro tipos de dores comuns nessa faixa etária.

Osteoartrose

A osteoartrose, que também é conhecida como artrose ou osteoartrite, é caracterizada por um processo natural de deterioração lenta e progressiva da cartilagem articular que recobre as extremidades ósseas e amortecem os impactos no joelho, quadril e ombros.

A doença atinge principalmente pessoas acima de 55 anos e as mulheres são afetadas mais cedo, devido às alterações hormonais próprias do envelhecimento feminino.

Familiares e idosos precisam estar atentos para procurar ajuda médica quando a dor e a sensação de rigidez se repetirem por vários dias. O tratamento é feito com exercícios, fisioterapia, anti-inflamatórios e analgésicos.

Artrite

É uma inflamação das articulações muito comum em idosos, que causa dor e rigidez. Também atinge predominantemente o sexo feminino, especialmente as idosas, embora também possa acometer mulheres mais jovens. Além da idade, é preciso estar atento a aspectos de excesso de peso, traumas e até mesmo genéticos.

O tratamento varia de acordo com a causa da artrite e consiste no uso de medicamentos prescritos pelo médico para aliviar as dores no idoso.

Distúrbios de coluna

Pessoas de todas as faixas etárias apresentam problemas de coluna. Entretanto, o maior número de indivíduos que enfrenta esse tipo de problema está na chamada terceira idade. Isso ocorre quando pessoas idosas apresentam alterações fisiológicas, como a diminuição da massa óssea, que geralmente leva à osteoporose, doença comum em mulheres.

O tratamento deve sempre ser indicado por um profissional especializado. Mas vale a pena investir nas boas práticas de postura (os exercícios de RPG – Reeducação Postural Global, por exemplo, podem ajudar muito), atividades físicas regulares e controle do peso corporal.

Doença Vascular Periférica

Com o avanço da idade, os vasos sanguíneos também sofrem modificações por degeneração natural ou derivada de fatores externos. As paredes das artérias engrossam e acumulam calcificações, tornando-se rígidas. Isso altera o fluxo sanguíneo, o que pode causar dor, especialmente nas pernas.

Esse quadro, aliás, pode levar a outras doenças, como hipertensão arterial ou pressão alta, como é mais conhecida.

O tratamento varia de acordo com as características e condições de cada paciente, o que exige avaliação e acompanhamento médico e pode ser conduzido com a utilização de medicamentos ou procedimentos cirúrgicos, dependendo do caso.

Se você gostou dessas informações e quer saber mais sobre envelhecimento, entre em contato com a gente.

 

Deixe um comentário

Por favor, seja educado. Nós gostamos disso. Seu e-mail não será publicado e os campos obrigatórios estão marcados com "*"