Uma taça de vinho por dia: quais os efeitos para sua saúde?

Quem aprecia um bom vinho garante: não há nada melhor do que um pouco da bebida depois de um dia de trabalho. Mas será que tomar uma taça de vinho por dia é realmente benéfico para a saúde? Alguns estudos garantem que sim. No entanto, é sempre bom lembrar de que toda bebida alcoólica pede moderação, pois álcool em excesso é prejudicial para o organismo.

Quer saber mais sobre o assunto? Então continue lendo:

Uma taça de vinho por dia faz bem?

Estudos garantem que o vinho, se consumido com moderação, ajuda a relaxar e a fortalecer o cérebro, prevenindo o surgimento de doenças neurológicas e neurodegenerativas como o Alzheimer.

Dentre as pesquisas realizadas sobre o assunto, destaca-se a publicada pela revista científica British Medical Journal. Segundo ela, ½ taça de vinho por dia é o suficiente para proteger a saúde.

Outro estudo, realizado pela Universidade de Alberta, no Canadá, também aponta o vinho como aliado, devido a uma substância chamada resveratrol, que possui um composto capaz de retardar o envelhecimento e, ainda, combater o câncer e a obesidade.

Apesar do grande número de pesquisadores animados com os estudos realizados, nem todos concordam que beber vinho traz benefícios para a saúde.

Para Emma Smith, do Centro Britânico de Pesquisas para o Câncer, ninguém deve consumir vinho esperando benefícios para o organismo. Segundo ela, as quantidades de resveratrol são muito pequenas e ressalta, ainda, que o álcool tem uma relação negativa com o câncer.

Quais são os benefícios do vinho?

Quando comparado a outras bebidas alcoólicas, o vinho é o grande vencedor quando se fala em benefícios para o organismo. Além do resveratrol, ele possui polifenóis, que afetam de forma positiva diversas funções do corpo.

Reduz o colesterol ruim

Os antioxidantes presentes na bebida diminuem o colesterol ruim e aumentam o bom. Além disso, equilibram os níveis de triglicerídeos no sangue.

Melhora a saúde da pele

Os antioxidantes e as vitaminas B6 e B12, que estão presentes no vinho, são os responsáveis por prevenir o aparecimento de manchas na pele e por retardar o envelhecimento.

Melhora a circulação sanguínea

No interior do organismo, o vinho é um ótimo anticoagulante. Por isso, é indicado para pessoas com problemas de circulação. Mas atenção: não deve ser consumido por quem apresenta dificuldade para conter hemorragias.

Além desses benefícios, podemos citar:

  • diminui as inflamações;

  • é bom para o coração;

  • fortalece o sistema imunológico;

  • ajuda na digestão;

  • protege o cérebro;

  • entre outros.

Qual é o segredo, então?

Segundo o guia nutricional americano Dietary Guidelines for Americans 2010, o consumo de álcool considerado é de 1 dose diária para mulheres e 2 doses para homens. As mulheres são menos tolerantes porque nelas o álcool é absorvido mais rápido devido à quantidade de água no seu organismo.

Como se percebe, o vinho é um bom aliado para a saúde. Mas, apesar de estudos apontarem as suas vantagens, não deve ser consumido em excesso, pois o álcool faz mal para a saúde e pode causar diversas doenças.

Gostou deste artigo? Uma taça de vinho por dia cai bem, não é mesmo? Aproveite a visita ao nosso blog e siga-nos nas redes sociais. Estamos no Facebook, LinkedIn e Instagram.

Vamos cuidar da pele no verão?

Todos sabemos que o uso do protetor solar diário é mais que importante, não só pelas questões do envelhecimento da pele, mas também pela necessidade real para prevenção de doenças cutâneas. Atualmente, o câncer de pele é uma das neoplasias mais frequentes no Brasil.

No verão é preciso redobrar a atenção e os cuidados com a pele não só do rosto como a do corpo. Isto porque nesta época do ano é frequente o uso das piscinas e viagens a locais com praias, rios e cachoeiras. Para uma proteção maior indica-se o uso do protetor FPS 30 ou superior. Não se esqueça de também aplicar o protetor também na nuca, orelhas e pés. Passar meia hora antes de ir para o sol e reaplicar a cada duas horas.

Segundo a Dra. Juliana Neves, dermatologista credenciada Vida Class alguns pequenos cuidados podem ajudar a refrescar a pele. “Vale levar uma água termal ou até mesmo um spray com água comum gelada para refrescar o rosto durante o período de exposição”, destaca a médica.

Formas práticas de manter a saúde no verão

– Ingerir bastante água e sucos naturais; comer frutas e legumes também auxiliam na hidratação;
– Alimentos como a cenoura, o mamão e a beterraba além de auxiliarem no bronzeamento, também protegem a pele, pois são ricos em carotenoides;
– Após a exposição solar use um bom hidratante em todo o corpo e rosto;
– No banho a água deve ser morna ou fria;
– Usar chapéu, óculos de sol e roupas leves.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia criou até um teste para que as pessoas saibam qual é o seu perfil “praiano”. Acesse e descubra o seu: http://www.controleosol.com.br/quiz/?gclid=CNya3cvd5NACFYWBkQodZ2YE3g 

O sol, o mar e a areia também podem causar outras doenças de pele como as micoses, por exemplo. Caso perceba alguma alteração em sua pele procure um médico, pois ele saberá indicar o melhor tratamento.
Reforçando que o ideal é sempre consultar um bom dermatologista para avaliar pintas, manchas e outros sinais que podem levar a um eventual problema de pele.

Serviço

Dra. Juliana Neves
Clínica Madame Pele

Economia doméstica: saiba como fazer o seu salário render mais

Você já passou por aquela sensação desagradável ao perceber que o salário acabou antes do mês? Não se preocupe, pois esse é um problema comum entre as pessoas que precisam lidar com um orçamento apertado.

Felizmente, existem meios muito eficazes de fazer o salário render. Apresentaremos alguns deles para ajudar você a dar uma guinada em sua vida financeira. Confira!

Organize suas contas

Para fazer o seu salário render, é preciso que você compreenda a sua realidade financeira. Muitas pessoas não têm a menor ideia de como é gasto o seu dinheiro e são pegas de surpresa quando os recursos chegam ao fim. Por isso, é importante colocar tudo na ponta do lápis.

Durante o mês, tome nota de todos os seus gastos. Seja o mais rigoroso possível e não deixe passar nada. Até mesmo os menores valores, como um cafezinho, devem entrar na lista.

Com os números em mãos, é possível descobrir para onde o seu salário vai. Muitas pessoas se surpreendem com o rombo que despesas que parecem inofensivas são capazes de provocar no orçamento.

Monte uma planilha financeira

Aproveite as informações reunidas para montar uma planilha com todas as suas receitas e despesas. A ideia é se organizar a ponto de planejar com antecedência o quanto será gasto durante o mês e traçar metas para atingir os resultados desejados.

Não se preocupe caso você não se sinta à vontade com uma planilha eletrônica. Há uma série de aplicativos com diferentes recursos para ajudá-lo a se organizar. Mas não se acanhe em utilizar uma caderneta de papel se esse for o método com o qual estiver mais familiarizado.

Elimine o uso do cheque especial da sua vida

Infelizmente, mesmo com tanto conteúdo disponível sobre educação financeira, muitas pessoas cometem erros básicos que saem muito caro no final das contas.

É uma prática muito comum tratar o limite do cheque especial como uma extensão do salário. Acontece que esse produto existe para oferecer suporte em casos de emergência — e não para ser utilizado frequentemente.

Com os juros — que estão entre os mais caros do mundo — cobrados mensalmente, uma parte de seus honorários estará comprometida. Assim, será ainda mais difícil fazer o salário render.

Se não existem condições de reverter o quadro a curto prazo, cogite a hipótese de pegar um empréstimo apenas para cobrir o limite — já que pagando juros mais baixos em um prazo mais prolongado, o valor comprometido mensalmente vai diminuir.

Mas atenção: tome cuidado para não entrar de novo no cheque especial, pois assim você acumulará 2 despesas e o resultado será ainda pior.

Pague suas contas à vista

Quando você elaborou a planilha com todas as despesas, deve ter percebido que as compras parceladas comprometeram um valor considerável de seu salário.

A falsa ideia de que uma compra parcelada é mais barata (o que não é verdade, já que há juros embutidos) leva as pessoas a assumirem dívidas que impactam no orçamento durante vários meses, prejudicando o planejamento para fazer o salário render.

Sempre que possível, compre à vista. Se não dispor de recursos suficientes, experimente juntar o valor durante algum tempo e negociar um desconto no momento da compra. Você certamente vai notar a diferença.

Tenha um objetivo para fazer o salário render

A vida é feita de sonhos e o dinheiro é mais um meio de alcançá-los. A dificuldade em fazer o salário render será ainda maior se você não tiver um objetivo em mente. Não adianta economizar apenas para juntar verba.

Ao fazer o seu planejamento financeiro, defina seus objetivos e trace metas de economia para alcançá-los. Seus esforços farão mais sentido e será muito mais prazeroso colocar as finanças em dia.

Mesmo em tempos de crise, é possível fazer o salário render. Coloque a mão na massa e corra atrás de seus objetivos desde já. E então, gostou do post? Conhece mais alguma dica? Deixe sua opinião nos comentários!

Confira os 6 segredos da pele bonita no verão

Todo mundo sabe que o verão é a época das atividades ao ar livre. Por isso, a estação mais quente do ano exige roupas leves e cuidados redobrados com a pele. Afinal de contas, ninguém deseja sofrer com câncer, queimaduras, envelhecimento precoce nem outros problemas.

A seguir, listamos 6 dicas para você ter uma pele bonita no verão. Leia e aproveite, com segurança, os dias mais quentes do ano!

1. Mantenha a pele limpa e hidratada

Você sabia que o excesso de suor é um perigo para a sua pele no verão? O segredo para manter a pele devidamente livre do suor nos dias com temperaturas mais quentes é tomar, pelo menos, 2 banhos por dia.

Caso sinta necessidade de tomar mais banhos, use somente água e deixe o sabonete de lado para que os componentes do produto não ressequem a sua pele.

Uma dica valiosa é passar sempre um creme hidratante após o banho, principalmente nas regiões com mais tendência a ficar seca, como pés, mãos, joelhos e cotovelos.

2. Faça do protetor solar o seu melhor amigo

Essa é a regra de ouro para quem quer uma pele saudável no verão (e em todas as estações): não saia de casa sem o protetor solar. O correto é fazer a aplicação cerca de 20 minutos antes da exposição solar e reforçar a proteção a cada 3 horas.

Também vale a pena usar loções pós-sol depois de um dia de piscina ou de praia. Elas são perfeitas para refrescar a pele, evitar a descamação e prolongar o bronzeado.

3. Fique com a pele seca

Quem nunca ouviu falar das terríveis micoses? É comum que o aparecimento de fungos e de bactérias aumente no verão. Se você não deseja passar vergonha ao usar sandálias e chinelos, mantenha a pele sempre seca, pois a umidade é que faz esses indesejáveis problemas aparecerem. Vale ressaltar também que não dividir toalhas em praias e clube é uma forma de prevenção.

4. Beba bastante água

Esqueça aquela velha teoria de que 2 litros de água por dia são suficientes. Com tanto risco de desidratação, o essencial para o verão é ingerir — no mínimo — 2 litros ao dia para garantir a hidratação adequada.

Para quem deseja manter o corpo em forma, o ideal é ingerir apenas a água, pois os sucos e os chás gelados podem aumentar o peso.

5. Invista no betacaroteno

Dizem que somos o que comemos. Nesse caso, uma alimentação repleta de betacaroteno pode ser a chave para combater o câncer e deixar a pele ainda mais bonita. É importante inserir em suas refeições os alimentos que têm carotenóides, como:

  • abóbora;

  • cenoura;

  • maçã;

  • beterraba;

  • e mamão.

Nada melhor do que encontrar alimentos saborosos e benéficos, concorda?

6. Evite o sol nos horários de risco

Nem pense em tomar sol entre as 10h e as 16h: o intervalo entre esses horários é o que mais oferece risco para a saúde. O fundamental é se preservar dos raios solares nesse período, ficando sempre em alguma sombra, pois somente assim a insolação e as queimaduras serão prevenidas.

Basta seguir as dicas corretas para garantir sua qualidade de vida. Se você conhece mais alguma dica sobre como manter a pele bonita no verão, conte para nós. Deixe um comentário!

Acorda cedo para malhar? Saiba qual deve ser sua alimentação pré-treino!

Nem todo mundo tem tempo para ir à academia ao longo do dia, assim, a alternativa é acordar um pouco mais cedo e malhar antes do horário das demais tarefas e obrigações rotineiras. Quem adota esse hábito precisa ficar atento ao desjejum, pois a alimentação pré-treino faz toda diferença nos resultados dos exercícios.

Se você quer se alimentar corretamente antes dos seus treinos, sejam eles leves ou mais intensos, vale a pena conferir o nosso post de hoje. Descubra como deve ser a sua alimentação antes de ir à academia!

A importância da alimentação pré-treino

Para conseguir força e energia para cumprir cada exercício, o seu corpo precisa estar bem abastecido — e o combustível para o nosso organismo é a alimentação. Assim, se você ingerir os alimentos errados ou não comer antes do treino, terá um rendimento ruim.

Pense no seu corpo como um carro. Se abastecermos o veículo com um combustível de baixa qualidade, seu motor falhará. O carro perde potência, não responde como deveria e deixa você na mão.

O seu corpo reagirá da mesma forma se você ingerir alimentos inadequados no pré-treino e não abastecê-lo com a energia necessária.

Treinar em jejum causa desânimo e indisposição, fazendo com que você queime massa magra, afinal, o corpo retira dos músculos a energia que precisa para se exercitar. Além disso, seu organismo reduzirá a taxa de glicose no sangue, causando tonturas, náuseas e tremores.

Se não podemos ficar sem comer antes de nos exercitarmos e devemos tomar cuidado com o que ingerimos, como é alimentação pré-treino ideal?

A alimentação pré-treino ideal

Para que o seu treino seja ainda mais eficaz e você alcance melhores resultados, o mais indicado é consultar um nutricionista para compor o cardápio ideal para o seu organismo. Porém, alguns pontos sobre a alimentação pré-treino são válidos para todos os praticantes de exercícios.

Antes de ir à academia, deve-se evitar alimentos ricos em proteínas, como leite e ovos. Isso porque a sua digestão é mais demorada e difícil, deixando o estômago pesado. O mesmo acontece com alimentos gordurosos, que também precisam ser evitados.

As fibras são importantes para o corpo, mas não são indicadas para a alimentação pré-treino, pois podem causar desconfortos gastrointestinais. Portanto, evite frutas como laranja com bagaço, abacaxi, mangas e cereais fibrosos.

Os alimentos que são liberados para a alimentação pré-treino são aqueles que oferecem uma boa dose de energia para o organismo. Barras de cereais, pães, biscoitos, frutas e sucos naturais são boas opções.

Mas lembre-se de que você deve dar preferência para as massas integrais, pois seus carboidratos são mais leves e fáceis de digerir. Além disso, oferecem menos calorias para o corpo, mas fortalecem a musculatura.

Sugestões de alimentos para o pré-treino

Alguns alimentos são benéficos para seu organismo no pré-treino e também para o seu desjejum, como pão de forma integral ou de grãos, mamão papaia, banana-prata, biscoito de água e sal, aveia, suco de maracujá e biscoito de maisena.

Você também pode começar sua manhã com sucos detox para fazer uma limpeza no organismo — ou pode contar com o chá-verde, que ajuda a desintoxicar e ainda favorece a queima de calorias.

Então não se esqueça de que a sua alimentação pré-treino precisa oferecer energia, mas sem pesar no estômago, portanto, nunca se exercite em jejum. Resultados positivos exigem disciplina e bons hábitos para alcançar suas metas com saúde.

E você? Como costuma se alimentar no pré-treino? Conte-nos no espaço de comentários!

Saúde do homem: 5 cuidados indispensáveis!

Todo mundo quer ter uma vida leve e cheia de momentos especiais. E, para isso, é preciso estar sempre em dia com algo muito importante: a saúde. Muitas vezes, ela é deixada de lado, principalmente pelos rapazes.

Neste post, listamos algumas dicas valiosas para a saúde do homem. Assim, você vai aprender a estar sempre pronto para aproveitar o melhor que o futuro tem para oferecer. Acompanhe!

1. Mantenha os exames em dia

É muito importante ficar de olho no seu estado clínico e manter sempre em dia a sua agenda de visitas aos médicos. Afinal, prevenção é a melhor forma de garantir o bem-estar.

Então, faça sempre um check-up anual e veja se está tudo certinho com o seu corpo. Atualize os exames de sangue — que servem para detectar informações importantes, como nível de colesterol e de triglicerídeos — e os exames cardiológicos — que são fundamentais para manter o seu coração batendo firme e forte.

A partir de certa idade, também é muito importante realizar com frequência alguns exames como o de próstata. Muita gente tem preconceito, porém, esse processo é fundamental para detectar o câncer em seus estados iniciais — algo que pode fazer toda a diferença no tratamento.

2. Cuide da alimentação

Muita gente acha que comer alface e tomate no almoço resolve. Mas a verdade é que a alimentação precisa ser bem balanceada para você estar sempre bem-disposto e ajudar a sua saúde a estar sempre em perfeito estado.

Daí a importância de, sempre que possível, manter um acompanhamento com profissionais como os nutricionistas. Eles podem te ajudar a suprir as necessidades do seu organismo da melhor maneira possível.

Inclua frutas na sua alimentação e varie o consumo de verduras e de legumes. Cada alimento possui um nutriente específico e muito importante para o seu corpo.

3. Faça atividades físicas

Uma das coisas mais importantes para a saúde do homem é realizar atividades físicas. O hábito de se exercitar ajuda na prevenção de doenças cardíacas e diminui o risco de infarto, diabetes, pressão alta e vários outros problemas.

A prática regular é fundamental, e, se você está há muito tempo parado, procure um médico antes de começar. Atividades simples, como caminhar, já fazem a diferença na hora de entrar em forma e de cuidar da saúde.

4. Durma bem, sempre

Uma boa noite de sono faz muito bem para a saúde. Diversos estudos comprovam que dormir o número de horas suficientes é fundamental para a boa manutenção do organismo.

Além disso, uma noite de sono tranquila também ajuda na concentração, contribui para o emagrecimento e ainda diminui os riscos de algumas doenças.

São muitas as vantagens. Por isso, tente sempre dormir, no mínimo, 8 horas para se sentir bem.

5. Consulte um especialista

Saúde é assunto sério. Por isso, sempre que você tiver alguma dúvida, procure um especialista, pois médicos, nutricionistas e profissionais de educação física são as pessoas mais bem preparadas para te ajudar.

Fique de olho em todos os pontos que citamos aqui e conte com o apoio desses profissionais para estar sempre bem.

A saúde do homem é algo que precisa ser levado a sério. Com as nossas dicas, temos certeza de que você vai conseguir ficar de olho no que é mais importante. E para você, o que é indispensável? Deixe um comentário!

5 hábitos diários que vão melhorar a sua disposição

É bastante comum que as pessoas reclamem do estresse e da exaustão decorrentes da rotina corrida que vivem. Trabalho, estudos, família e outros compromissos pessoais acabam fazendo com que os dias sejam cansativos.

Mas quem quer melhorar a disposição deve investir em alguns hábitos que contribuam para isso. Tomar certos cuidados é essencial para não entrar em um ciclo vicioso e cada vez mais desgastante, prejudicando inclusive o rendimento profissional.

Leia este post e comece a pensar em maneiras de inserir estas dicas no seu dia:

1. Alimentar-se bem

Não podemos nos esquecer de que a alimentação é a base do funcionamento do nosso organismo. Então, é fundamental fazer melhores escolhas se quisermos ter mais energia. Nesse sentido, o melhor é procurar um profissional da nutrição que monte um cardápio adequado à rotina e às necessidades de cada paciente.

Ainda assim, algumas dicas podem ser úteis, como:

  • evite refeições pesadas à noite para que a digestão não atrapalhe o sono;

  • tome um café da manhã bem nutritivo para “acordar” o corpo, com proteínas, vitaminas, fibras e carboidratos;

  • leve opções práticas e saudáveis de lanche para o trabalho, como a banana e as oleaginosas (nozes, castanhas, amêndoas), que são boas fontes de energia;

  • fuja dos produtos industrializados e com excesso de açúcar. Depois do pico de glicose, a disposição tende a diminuir.

2. Hidratar-se

Muitas pessoas não dão a devida importância à recomendação de beber os famosos 2 litros de água diariamente. Mas é extremamente importante manter esse hábito para que o corpo fique hidratado e funcione bem.

A água atua no transporte dos nutrientes no sangue e na eliminação de toxinas do organismo. Logo, quando ela é insuficiente, todo o processo metabólico é comprometido.

Os chás são boas alternativas para complementar o consumo de líquidos durante o dia. O chá-verde, em especial, é conhecido por apresentar substâncias como a cafeína e a catequina, que estimulam os processos químicos do cérebro e ajudam a dar maior disposição.

3. Descansar

Dificilmente você acordará todos os dias cheio de energia e disposição se não conseguir dormir e realmente descansar durante o sono. Como dizem, é preciso “recarregar a bateria” para poder aguentar a rotina.

Inclusive, enquanto dormimos, o nosso organismo produz hormônios responsáveis por funções como a saciedade, o crescimento e a capacidade de memorização.

Contudo, dormir demais também pode alterar o equilíbrio corporal, bagunçando o ciclo do sono e fazendo com que o corpo fique ainda mais cansado. Portanto, não adianta dormir mal durante toda a semana e dormir o fim de semana inteiro para compensar.

4. Movimentar o corpo

É preciso vencer a preguiça e começar a praticar uma atividade física regularmente para manter o corpo sempre em movimento. O mais difícil é começar, mas depois será fácil perceber a melhora da disposição. Os benefícios para a saúde são diversos, como:

  • melhora da oxigenação e do condicionamento físico;

  • maior sensação de bem-estar;

  • prevenção de problemas cardiovasculares;

  • aceleração do metabolismo;

  • entre outros.

Para isso, o ideal é tentar seguir dicas como: encontrar uma atividade prazerosa, procurar academias perto do trabalho ou de casa e descobrir o melhor horário para treinar. Muitas pessoas recomendam a prática logo cedo, antes do horário de trabalho, garantindo melhor produtividade ao longo do dia.

5. Investir no lazer

Além do corpo, é preciso cuidar da mente. Dedicar algum tempo do seu cotidiano a uma atividade que lhe dê prazer é um ótimo remédio para afastar o estresse e a tensão acumulada.

É um momento que deve ser reservado para si mesmo, desligando a cabeça dos problemas do dia dia para relaxar um pouco. Com esse objetivo, algumas pessoas apostam na arte, na culinária, no encontro com os amigos… Enfim, são diversas as opções que podem ser exploradas.

E aí, você concorda que os hábitos acima podem ajudar a melhorar a disposição? Faça um teste e comece a incluí-los na sua rotina! E, para acompanhar mais informações, curta a nossa página no Facebook!

O que fazer quando o plano de saúde pesa no bolso?

Uma resposta clássica à pergunta “o que você deseja?” é “saúde e paz, e o resto a gente corre atrás”. E, trata-se de uma grande verdade, não é mesmo? Com corpo e mente em plena atividade fica muito mais fácil ir atrás do que desejamos. Por isso, a busca por saúde e qualidade de vida é uma máxima atualmente.

Mesmo sendo um direito previsto em nossa Constituição, ter acesso à saúde gratuita nem sempre é simples ou rápido. Basta ligar a TV e ver que o Sistema Único de Saúde (SUS) está longe de ter as condições de atender toda demanda da população.

Diante disso, as famílias que possuem uma melhor condição financeira contratam planos de saúde. As vantagens de contar com esse tipo de assistência são várias, com destaque para o grande número de profissionais à disposição e — em média — um tempo de espera muito menor para consultas e exames.

Mas tudo isso tem um preço. Hoje, os custos com plano de saúde comprometem boa parte do orçamento das famílias brasileiras. Por isso, no post de hoje, vamos dar dicas sobre o que fazer quando o plano de saúde pesa no bolso. Continue a leitura e confira!

A crise apertou!

Com o atual momento da economia brasileira, muitas pessoas acabaram perdendo seus empregos ou viram seu poder de compra diminuir. Em ambos os casos, uma saída é “apertar os cintos” e rever o orçamento da família para identificar quais despesas podem ser cortadas ou diminuídas.

Em uma situação de emergência, muitas famílias acabam ficando endividadas e precisam cortar gastos essenciais como a mensalidade do plano de saúde.

Os especialistas em finanças recomendam uma reserva para esse tipo de emergência, mas, a verdade é que pouca gente tem dinheiro guardado e as despesas com saúde normalmente são bem altas. E, mesmo quem tem alguma reserva financeira, pode ver tudo ir embora no primeiro contratempo.

Plano de saúde ao alcance de todos

Mas, antes de se desesperar, quem não está conseguindo pagar o plano de saúde pode buscar outras alternativas. Vale pesquisar em outras operadoras uma opção mais barata para que a família não fique desprotegida.

Uma opção para quem não está conseguindo pagar o plano de saúde está nas empresas que prometem consultas e outros serviços relacionados a preços mais acessíveis. Apesar de relativamente novo, esse novo modelo de negócio tem cada vez mais adeptos no Brasil.

Além do preço em conta e uma crescente rede de convênios, a principal vantagem deste tipo de serviço é que o usuário só paga pelos serviços que utiliza, ou paga taxas mensais que são transformadas em crédito para utilizar sempre que for necessário.

Algumas dessas empresas possuem plataformas online onde o paciente pode fazer a busca pelo especialista que deseja, a clínica popular mais perto de sua casa, dentre outros.

Ao contratar um desses serviços, a pessoa tem descontos em consultas ambulatoriais, exames, tratamentos odontológicos, dentre outros. Algumas empresas chegam a oferecer descontos na compra de medicamentos, seguro de vida e até plano funerário seguindo o mesmo modelo.

Ou seja, você abandona as altas mensalidades do plano de saúde, economiza dinheiro e o mais importante: continua tendo acesso a serviços de qualidade por um preço justo. Em tempos difíceis, a saída é buscar opções baratas e de qualidade para cuidar de si mesmo e da família.

Você tem alguma dica de economia para essas situações? Deixe seu comentário no post e compartilhe sua experiência!

5 motivos para não depender do SUS e buscar alternativas!

Segundo uma pesquisa nacional realizada pelo IBGE, de cada 10 brasileiros, 7 não têm plano de saúde. Este número sugere um comportamento que merece a sua atenção. O dado mostra que cada vez mais pessoas não estão contratando serviços particulares de saúde e que isso pode alongar a fila do Sistema Único de Saúde (SUS). 

Com o SUS cheio de gente e os planos de saúde caros (coberturas limitadas e poucas especialidades), é preciso buscar alternativas. Um levantamento da Class Vida voltado às pessoas que priorizam uma vida saudável ensina os 5 motivos para não depender do SUS e manter o bem-estar de toda a família. 

1. Não depender do SUS é melhor

Os serviços oferecidos no SUS são bons, mas nem sempre funcionam como deveriam. As longas filas de espera e a falta de mais investimentos acabam por comprometer a política pública. Aquele seu problemão se torna bem pequeno perto dos vários casos de urgência e emergência. Isso porque a demanda é bem maior que a oferta dos profissionais e recursos à disposição dos usuários do SUS.

2. Plano de saúde é muito caro

Muitas vezes, um plano de saúde pode não ser, digamos, “confortável” para a situação financeira de todos. Isso sem considerar a cobertura, quase sempre incompleta e com poucas especialidades.

Por outro lado, a rotina agitada vem exigindo necessidades específicas: acompanhamento de psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, fonoaudiólogos ou mesmo um tratamento psicofármaco com opções sérias e igualmente eficazes. 

3. Segurança e bem-estar são tudo

A garantia de uma vida tranquila e segura pode estar em alternativas que reúnam os elementos indispensáveis ao bem-estar. A combinação perfeita, você sabe, inclui praticar exercícios físicos regularmente e comer bem.

Isso mesmo: uma refeição saudável com cinco cores no prato, sem embutidos, carnes vermelhas ou alimentos industrializados afasta de vez o mau humor e aquela preguiça que parece não ter fim. 

4. Farmácia é uma aliada

Outro motivo para não depender só do SUS é enxergar a farmácia como uma aliada, e não apenas como um lugar para comprar remédios. As farmácias de hoje em dia são tomadas por marcas que disputam a atenção do consumidor.

Com a evolução das pesquisas científicas e o avanço da medicina, muitos produtos se tornam ótimos aliados no combate ao estresse e na busca pela praticidade e qualidade de vida. São vacinas, cápsulas, vitaminas, cremes para o que você precisar. Afinal, prevenção é tudo!

5. Sua família é mais importante

Estar ao lado de quem se ama faz bem. Esse é, talvez, o principal motivo para viver mais e feliz. Passar mais tempo com os pais, os filhos, os amigos ou um bichinho de estimação faz uma enorme diferença.

Com tantos motivos para não depender do SUS, dê valor e importância para quem te dá motivos para ser feliz. Quem planeja um futuro saudável sabe muito bem o valor do tempo. Aproveitar cada minuto hoje pode oferecer recordações agradáveis amanhã.   

E se você pensa no seu bem-estar, deixe seu comentário contando para a gente quais são os seus motivos para uma vida leve e feliz!